dogsing.com

11145 – juno 2820 текст песни

подождите пожалуйста...

[verso 1: resi]
olha o player tá a querer correr para a base
o monstro vem atrás e procura*o pela cidade
ele não é procurado mas tenta encontrar se
tá preso num lugar mau ele tenta libertar se
não adianta o pesadelo é demasiado profundo
o monstro anda e só pensa em carregar o defunto
pensa em tragédia enquanto ouve o seu longo passo
e o som é stereo quando lhe obrigam a dar um traço
ele já pediu aos génios
ele tentou saltar de prédios
mas este sonho põe*no sempre na ponta do hemisfério
ele já esgotou o crédito desta vez é a serio
e paira a pergunta sobre a quem vai dar o mérito
ele tá encurralado vitima do pensamento
porque quando fecha os olhos vive sempre intensamente
ele anda a vaguear não tem o que lhe ocupe a mente
ele tenta disfarçar mas já nem a moca sente

2825 2825 2825
aperta o cinto
2825 2825 2825
falo o que sinto x2

[verso 2: el*s]
cheguei na parada a dar bailinho a toda chaga
brother tir’a mão do bolso, não te vejo a pagar nada
continuo na mesma zona, que se foda o teu postal
vou morrer numa brasileira, p*ss’intercontinental
tou na sh*t com os meus putos
não sai nada do normal, eu
derreti todo o meu ice
a cuspir lava infernal
sempre sempre tudo nice
vou adicionando ao price
apanha*me c’a mão na boca
aborrecido desta life
puto farto de rocks, ouro, gajas de fora
beber toda noite e carros pagos lá na hora
cara a cara com a besta qualquer big boy chora
conta quantos é que ficam quando largar o ghidorra
monstro sem um conto
sou a tese e o contraponto
sou eu quem trabalha a terra
sou o rei e sou o monge
sou a lua da maneira q’ilumino a mente crua
da criança q’ainda sonha conduzir aquela grua
el s é parte rua, parte f*ck capicua
parte touro, parte dog, pit bull raça pura
brother
[verso 3: blxred]

vejo uns quantos dragões
vejo uns quantos dragões
vejo uns quantos dragões
devem ser dos balões
já me vêm as convulsões
são condutas ilusões
devem ser dos canhões ou foda*se
será que não
não mexo o corpo
será que foi pouco
será que tou morto
será que tou louco
será que tou louco
f*ck all that sh*t, vim com a ceifa pela s*xta vez em cima do beat
nah tenho a certeza que tudo fica bem clean é swag
é wack na track, é fact , a lie que soa no trompete
aprovado o sonoro e isso nem vos compete
a mãe juntou as mãos e numa de quem se repete
fica bem atento ao que vem pela frente
aperta bem o cinto, mãos no volante
sinto muito
off track na pista , pesada a conquista
é mira à vista
cotelinho sem qualquer contratempo
muito o contra movimento
pé no acelerador e ainda nem comecei a compor
[verso 4: juno 2820]
ok
2820 mete o cinto e assim tá se
pra ser sincero fiz a pista avistar*se
sobreviveste então pra quê despistares*te
isto é 2820
não é sotaque é sintaxe
passo a vida á cabeça
sempre na indiferença não minto
é o jogo da diferença
e tou na travessa distinto
a andar depressa pra festa
e boy tou com pressa admito
não quero ficar jogar sozinho
preso no meu labirinto
sobre a matéria
sobe á terra
vivo na terra dos sonhos
comando a fera
enquanto atenu*a
elevo a coroa do trono
o que difere a mente bera
duma que berra com sono
então pondera delibera
se achas que já estás pr*nto
eu nunca fui um bom olheiro
não nasci p ver os outros
só tou bem acompanhado
porque escolhi bem os monstros
não sou as velhas do block
só a querer contar os podres
não pus a zona no mapa
mas já tou com a
offtrack tá na back
e na frente eu tou impec
onset com o meu cap
á procura do respect
não me afeto com afeto
num aperto dou comeback
inofen*sivamente
tou mais perto dos mccain
quentin beck?
o meu content é local
boy ninguem o escreve
se eu dou shot gun
eu vou pra frente
ninguem se atreve
buckle up no backseat
e eu sinto*me leve
não faço feat com o turing
porque eu não levo
não troco o e´s pelos a´s
porque eu tou grave capaz
mas se algum dia perguntares
boy eu não faço greve
não sei onde é que tu vais
se curtes bué festivais
não é por tares em nova iorque
que encontrarás neve
a ouvir os gritos e berros
de drogados e velho
palavras sábias bué de gastas
de quem viu espelhos
umas vez disse*me um mano
não julgues olhos vermelhos
há muito touro enraivecido
que desamarrou coelhos
2820 2820
2820 2820 x2

- juno 2820 текст песни

случайный