dogsing.com

08- tu (trimix) – sugaya текст песни

подождите пожалуйста...

[verso 1]
esses machine gun kelly’s ficam sem margem de man0bra quando acciono a minha lírica kamikaze
não há válvula de escape e nem resulta recorrer aos artifícios do bruxo do salvador maiaze
decepo as heads desses dreads
e o previsível é que a 7 palmos abaixo da terra lhes albergue
ponho*os na linha tipo equilibristas sigo sempre frio e calculista: matemático no iceberg
sem dó transformo em pó qualquer rapper neste planeta
é melhor me processarem por porte ilegal de caneta
porque eu componho rimas de destruição massiva
periculosas como a bomba com a explosão activa
flow antissemita transformo rappers em judeus e me torno num campo de concentração n*z*sta
como maçon vosso talento é uma cena secreta
nenhum ser humano vê tipo luz ultravioleta
cada letra que esboço é tipo o projecto manhattan
tal como hiroshima n*ggaz só terminam com sequelas
sou tipo enéas comiche do rap game porque eu destruo todo rapper que tem se armado em estrela

[refrão: hernani da silva]
quando se fala em barras não me provoca
a não ser que já queiras ter autópsia
pois rappers estou a matar sem misericórdia
só vou deixar um para contar a história
reza para seres tu,tu,tu,tu,tu,tu,tu

[verso 2]

em frente ao mic o meu lado k!ller se activa
nenhuma rima tua chupa pilas nos cativa
no que diz respeito à barras não tenho nada a provar tipo quem já perdeu suas papilas gustativas
em termos líricos teu desempenho é caricato
tem sido mais negativo que as temperaturas do ártico
até na carreira a solo n*ggaz metem água,talvez pensam que rap é criação de lençol freático
se rap fosse xadrez eu seria o kasparov
vosso c*cktail é de frutas o meu é molotov
dentro do booth é só matança, não há papos de love
com uma barra te deixo estático tipo cherbacov
expulso fake n*ggaz desse movimento do mesmo jeito que jesus expulsou os vendedores do templo
sem cerimónias eu acabo com a tua festa
mc 1332,equivalho a duas bestas

[refrão: hernani da silva]
quando se fala em barras não me provoca
a não ser que já queiras ter autópsia
pois rappers estou a matar sem misericórdia
só vou deixar um para contar a história
reza para seres tu,tu,tu,tu,tu,tu,tu

[verso 3]
em cada verso eu exerço a cidadania
mereço tributos pela minha destreza única
eliminar wacks patentes em cada via
tem sido meu contributo para a limpeza pública
componho rimas clássicas acima da frequência com que a comunidade rastafári consome ervas
barras afiadas que decepam tipo guilhotinas
não essas rimas sobre durag e codeína
isso desanima,quando escuto adormeço porque os vossos versos têm o efeito inverso da cafeína
tentar me pôr na linha será sempre em vão dog
é tipo tentar dar um puxão de orelhas ao van gogh
deixo pivetes na rasta*efeito farai
ponho seus nomes na lama do apelido do dalai
tua vida está por um fio , esquece o wi*fi
tua alma acena para o teu corpo e diz*lhe “bye bye”

- sugaya текст песни

случайный